top of page

Tétano: por que é crítico se prevenir e tomar a vacina

O tétano não passa de uma pessoa para outra. A bactéria causadora, a Clostridium tetani, é encontrada em fezes, terra, águas sujas e objetos enferrujados e entra no organismo através de cortes e machucados. Já o tétato neonatal atinge bebês pela contaminação do coto umbilical com instrumentos contaminados.

Ao penetrar na corrente sanguínea, a bactéria produz a toxina tetânica, que interfere na produção de neurotransmissores inibitórios do sistema nervoso central, o que deixa o controle motor em hiperatividade.


SINTOMAS DO TÉTATO


Como resultado, os músculos se contraem descontroladamente causando tensão muscular progressiva. Como afeta o sistema nervoso, a doeça interefere também na regulação de outros processos, abalando os batimentos cardíacos e a pressão.

A rigidez muscular, principal caractéristica, em geral se inicia pela face. Quando os músculos do pescoço são atingidos, há dificuldade de deglutição, por exemplo.

Com o avanço do problema, a acontratura vai se tornando generalizada, chegando a abdômen, membros superiores e inferiores. A potência dos espasmos é capaz inclusive de provocar fraturas ósseas.

Ao atingir o diafragma, leva à insuficiência respiratória, colocando em risco a vida da pessoa.

Soro antitetânico: o que é e quando tomar

Ele é produzido a partir do plasma de cavalos imunizados com toxinas tetânicas. O soro purificado contém anticorpos que neutralizam as toxinas geradas pelo bacilo do tétano na corrente sanguínea.




9 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page