top of page

Procon-JP dá dicas do uso planejado para quem vai receber a primeira parcela do 13º salário em junho



O trabalhador que vai receber a primeira parcela do 13º salário em junho pode aproveitar as dicas preparadas pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de como gastar o abono de forma consciente e planejada. O Procon-JP traz orientações de como fazer o dinheiro extra render o máximo possível dentro do que está previsto no orçamento doméstico para esse mês, que também tem despesas adicionais devido às festas juninas.


O primeiro conselho é evitar utilizá-lo para adquirir bens, mesmo que duráveis, se não houver a necessidade ou a urgência e, ao contrário, tentar seu uso para quitar débitos pendentes, se os tiver. O secretário Rougger Guerra orienta ao consumidor que está ‘pendurado’ com alguma dívida que utilize pelo menos uma parte do 13º para quitá-la ou “dá uma boa entrada em um acordo que seja vantajoso”.


Mas, vale um alerta: “Cuidado ao assinar um novo contrato de quitação se houver resíduos a pagar para não cair em uma armadilha de juros exorbitantes. Muitas vezes, na ânsia de se ‘livrar’ do débito, o consumidor não avalia atentamente o que está sendo oferecido e depois se depara com outra ‘dor de cabeça’. Na dúvida, procure o Procon-JP para receber orientação”, avisa o secretário.


Poupar ou pechinchar – E aqui vai uma dica para quem ainda não sabe o que fazer com o abono ou para quem ainda não comprometeu o dinheiro: pode-se guardar um valor para uma emergência ou adquirir aquele bem que não estava cabendo no orçamento mensal. “É importante sempre ter um dinheiro guardado para se garantir em alguma emergência. Mas, se quiser comprar algo de que está necessitando, aproveite para pechinchar no preço, já que estará realizando o pagamento à vista”, avalia Rougger Guerra.


Aplicação – Para o consumidor que vai receber um valor mais alto nessa primeira parcela, um dos conselhos é uma aplicação financeira que tenha um maior rendimento. “Sempre se pode aplicar uma parte para uma futura emergência ou mesmo para a realização de um sonho a longo e médios prazos, como a reforma do imóvel, a compra de um carro novo ou uma viagem para um destino mais caro”, salienta o titular do Procon-JP.


Festas juninas – Para os forrozeiros que não perdem as festas juninas por nada, o secretário alerta para não ‘torrarem’ todo o abono de uma vez só. “Lembro que, além dos gastos com as comidas típicas da época, há as despesas extras com roupas, calçados e adereços. Lembre que pode repetir o visual do ano passado ou reformar as roupas que já tem. Esses detalhes fazem a diferença para economizar”.


Viagens – Agora, quem pode dispor do dinheiro para uma viagem com a família para aproveitar o período das férias escolares, precisa se planejar com cuidado para não extrapolar a parcela do décimo e ter que entrar no orçamento mensal e contrair dívidas que não estavam previstas. A melhor forma de economizar é pesquisar valores em agências de viagens confiáveis e fechar um pacote. Geralmente, isso sai mais barato.


Atendimentos do Procon-JP

Sede: Avenida Pedro I, nº473, Tambiá;

Recepção: 3213-4702;

Instagram: @procon_jp;

Procon-JP na sua mão: (83) 9 8665-0179;

WhatsApp Transporte público: (83) 9 8873-9976.

17 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page