top of page

Na África, Lula critica extrema direita, fala em ampliar parcerias e diz que Brasil tem 'dívida histórica' com o continente.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) discursou durante a 37ª cúpula da União Africana neste sábado (17), na Etiópia. No pronunciamento, o petista criticou a extrema direita, disse que pretende ampliar parcerias com países africanos e afirmou que o Brasil tem uma "dívida histórica" com o continente em razão dos 300 anos de escravidão no país.

A União Africana reúne 55 países do continente e, em 2023, passou a integrar de forma permanente o G20 – grupo que reúne as maiores economias do mundo, responsáveis por mais de 80% da economia global.

Em seu discurso, Lula cobrou a reorganização da governança global, para aumentar a representatividade de países da África e da América Latina, e disse que a extrema direita "racista e xenófoba" não conseguirá resolver crises mundiais.

"Sem os países em desenvolvimento, não será possível a abertura de novo ciclo de expansão mundial, que combine crescimento, redução da desigualdade e preservação ambiental com ampliação das liberdades", declarou Lula.

FONTE:G1

1 visualização0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page