top of page

Faustão era o 13º. na lista de espera do transplante de rim

Na tarde do último domingo, 25 de fevereiro, Fausto Silva deu entrada no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, em um estado de saúde preocupante devido ao agravamento de sua doença renal.

O cenário exigiu uma rápida intervenção médica, e no dia seguinte Faustão estava na sala de cirurgia para um transplante de rim.

Transparência e prioridade no transplante

A Central de Transplantes do Estado de São Paulo foi rápida em esclarecer as dúvidas, afirmando que o processo obedeceu a uma série de critérios rigorosos para a priorização de pacientes na fila de transplantes.

“A impossibilidade total de acesso para diálise, pós-transplante de outro órgão e pós-doação renal” são apenas alguns dos fatores considerados para determinar quem recebe o próximo transplante. Além disso, a classificação de receptores potenciais também leva em conta aspectos como a compatibilidade genética (HLA) e sanguínea (ABO), assim como a priorização baseada em diversos critérios e a idade do doador.

Faustão ocupava a 13ª posição na lista de espera e foi inserido no sistema no dia 6 de fevereiro.

 “Fausto Silva foi inserido na fila para transplantes no dia 6 de fevereiro e, seguindo resoluções estaduais, foi submetido ao transplante de rim na última segunda-feira, dia 26, cumprindo os critérios de priorização”, informou a Central de Transplantes do Estado de São Paulo, ao EXTRA.

“Fausto Silva foi submetido ao transplante de rim na última segunda-feira, dia 26, cumprindo os critérios de priorização”, detalha a Central de Transplantes, reforçando a lisura do processo.

24 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page