top of page

Casais gregos do mesmo sexo correm para se casar após votação histórica

ATENAS (Reuters) - Yolanda Kalantzi e Georgia Ampatzidou se beijaram quando legisladores gregos votaram para permitir o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, e depois se juntaram a outros casais na sexta-feira para fazer planos para seus grandes dias.

O projeto de lei histórico que o parlamento aprovou durante a noite também permitiu que casais do mesmo sexo adotassem crianças – outro grande passo, já que Ampatzidou pode agora adotar legalmente o seu filho.

“Quando soubemos que o projecto de lei foi aprovado ficámos profundamente comovidos”, disse Kalantzi, que com Ampatzidou viajou 500 quilómetros (300 milhas) para estar dentro do parlamento para a votação.

O casal já contratou DJ e fotógrafo para o casamento em maio.

"Não há retorno. Devo tê-la", disse ela sobre sua futura noiva. “Senti-me justificada por contar”, disse Ampatzidou sobre seu direito legal de adotar.

A votação torna a Grécia socialmente conservadora um dos primeiros países cristãos ortodoxos a permitir tais uniões.

“Este é um marco para os direitos humanos, refletindo a Grécia de hoje – um país progressista e democrático, apaixonadamente comprometido com os valores europeus”, disse o primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis. Ele pediu aos legisladores que aprovassem o projeto.

16 visualizações0 comentário

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page