top of page

Bispo, cozinheira, agricultor: quem são algumas das vítimas das chuvas no RS

Dirceu foi uma das vítimas fatais de um deslizamento de terra, próximo à Ponte dos Arcos, em Veranópolis. As vítimas teriam sido identificadas na manhã da última sexta-feira (03). O óbito ocorreu junto a outras pessoas que também estavam no local.

Dirceu era Bispo Católico e Apostólico não Romano desde 1990 e residia em Garibaldi. Conhecidos da vítima lamentaram o seu óbito nas redes sociais: “O impacto de sua perda é sentido por muitos, e a comunidade se une em luto e solidariedade.”

Dirceu Milani foi velado no último domingo (05), por volta das 11h, na Capela Mortuária Nossa Senhora do Carmo, em Garibaldi. O velório teve duração aproximada de 2 horas e, em seguida, o corpo seguiu viagem para ser enterrado na Vila Milani, em Santa Catarina.

Nitiele Ludvig, 36 anos, cozinheira e funcionária da prefeitura de Gramado (RS), e seu marido Silvio Antonio Pollicioli, 47 anos, agricultor, perderam suas vidas no desastre na Linha Pedras Brancas, onde casas foram arrastadas por deslizamentos.

O filho de Nitiele, Kaique Andriel Ludvig Santos, 13 anos, também faleceu na tragédia. Silvio era o seu padrasto. Os 3 foram sepultados na sexta feira (3).

A Escola Municipal Dr. Carlos Nelz – CAIC lamentou profundamente a perda do estudante, destacando seu sorriso e sua alegria contagiante. Em uma declaração emocionada, a escola expressou: “Não há palavras para descrever a perda do nosso querido aluno Kaique. Vamos lembrar sempre do seu sorriso irreverente, sempre de bem com a vida.”

A prefeitura de Gramado expressou condolências à família Ludvig e Pollicioli, desejando forças neste momento de dor e sofrimento.

João Carlos Erthal e Beatriz Erthal residiam no município de Taquara. O casal deixa dois filhos. Segundo a Prefeitura de Taquara, Beatriz foi uma das vítimas fatais do deslizamento na localidade de Batingueira, Distrito de Padilha.

O corpo do marido, João Carlos Erthal, já havia sido localizado anteriormente na quinta-feira (2), dia em que as autoridades foram informadas sobre o acontecimento. Ambos tinham 74 anos.




Julia Izé tinha 60 anos, e deixou 5 filhos e 4 netos. Ela morreu nas enchentes de Capitão (RS) Sua filha a descreveu como ” Dona de um coração enorme de grandes amizades e de um carinho enorme. Dona Júlia sempre foi alegria por onde passava, extrovertida e radiante.”

1 visualização0 comentário

コメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
bottom of page