top of page

Banco Mundial suspenderá dívida de países que se recuperam de catástrofes



PARIS, FRANÇA (FOLHAPRESS) - Reunidos em Paris para a Cúpula do Novo Pacto Financeiro, que recebeu mais de cem chefes de Estado e de governo desde a quinta-feira (22) e se encerrou na manhã nesta sexta (23), líderes globais de países em desenvolvimento e também do mundo desenvolvido mostraram em seus discursos concordar sobre a necessidade de reforma dos sistemas de financiamento multilateral e de bancos de desenvolvimentos. O encerramento da cúpula contou com discursos de lideranças do bloco desenvolvido, como Alemanha e França, e de países em desenvolvimento, como Brasil, África do Sul, China, Quênia, Barbados, entre outros.

O encontro de dois dias promoveu seis mesas redondas para discutir a reforma de instituições financeiras, com o objetivo de alavancar o investimento em infraestrutura básica e ações climáticas nos países em desenvolvimento.

Na cúpula, o Banco Mundial anunciou que incluirá uma nova cláusula em seus acordos com os países mais vulneráveis à crise climática, prevendo a suspensão temporária de suas dívidas. Durante o período em que se recuperam de catástrofes climáticas, os países terão suas dívidas temporariamente suspensas. A medida evita que países percam credibilidade junto às agências de classificação de risco, facilitando a busca de investimentos e crédito.

FONTE: acessa.com

1 visualização0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page